quinta-feira, 9 de junho de 2016

Dia 36 - Rabanal del Camiño - Acebo - 16km

Hoje a jurupoca piou. Alto.  As peregrinas saíram todas se achando rumo a um dos trechos mais duros do caminho. E também um dos mais lindos e emblemáticos. Cruz de Ferro e Manjarín pela frente.



 Uma subida de 7 km e depois  a descida tenebrosa por caminhos de pedras soltas.






As caras estavam de dar medo no final. É verdade! Anna Maria sentiu a virilha e teve que tomar remédio ainda no caminho. A Cláudia apitou depois que entramos em Acebo. Larguei as duas no primeiro boteco e fui em busca do Albergue Lá Casa del Peregrino. Atravessei Acebo e encontrei o tal já na saída!  Longe demais e ainda descendo ladeira! Não tive dúvidas.  Pedi ajuda na recepção e me levaram até elas em uma Hilux preta reluzente. 

O albergue é um arraso.(10€) Tem até piscina! E todos são extremamente gentis. Depois de todo esse tratamento e um menu de peregrino  5 estrelas, a animação e o bom humor voltou a reinar. Vamos em frente!



 Amanhã Molinaseca. Mais uma descida vertiginosa que completará  o barranco de 1.504 m a 590m.  Isso é que é uma ladeira!
Fiquei sabendo agora pouco da tragédia que aconteceu na minha cidade, Sao Sebastião.  Rezo na Cruz de Ferro por um pouco de consolo às famílias dos estudantes mortos no acidente. Doeu.

2 comentários:

Carmem Silvia De Macedo disse...

Descansem bem,para continuarem. Não há pressa. Bjs nas peregrinas amadas.

Carmem Silvia De Macedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.