sexta-feira, 6 de maio de 2016

Dia 2- Guillena - Castilblanco - 18.5 kms


Eita... saí 7 e pouco debaixo de uma chuva forte, achando que a etapa seria moleza por ser mais curta. Me lasquei.



A região é um charco só e a lama se acumulava nas minhas botas fazendo um sobrepeso devastador.

 

Tive que andar pelo mato várias vezes por conta de verdadeiras lagoas que se formavam nas trilhas. Contornar significava kilômetros a mais pela carreteira.


Em compensação, vi um castelo em ruínas cercado por um campo de girassois, plantações de olivas até onde a vista alcança e conheci um monte de peregrinos.



  Foi uma etapa duríssima. Estamos aboletados no albergue municipal que funciona por donativos.

 

Cheio! Uma torre de babel. Morta de Oliveira. Almocei e mais tarde tentarei me arrastar até a praça principal fazer uma foto.

4 comentários:

Claudia disse...

Morta de Oliveira foi ótima! Kkkkkkkkk

sonia lopes disse...

Opaaaa! Conseguiu escrever no blog!!!

Carmem Silvia De Macedo disse...

Desculpa pela demora.sabe que agora tenho trabalho dobrado bkkkk. Amiga fico impressionada com sua determinação. BJ quero ler sobre outros dias.

Carmem Silvia De Macedo disse...

Desculpa pela demora.sabe que agora tenho trabalho dobrado bkkkk. Amiga fico impressionada com sua determinação. BJ quero ler sobre outros dias.